[Hogwarts] Surda que Treme

Ir em baixo

[Hogwarts] Surda que Treme

Mensagem por Arquivista em Dom Jan 02, 2011 4:58 pm

Surda que Treme escreveu:Nome Completo: Surda que Treme
Idade: 12 anos de vida e 84 anos de morte
Local de Nascimento: Inglaterra
Nomes dos Pais: Faz tanto tempo, que ela não se lembra
Irmãos: Murta que Geme
Cor dos cabelos: Castanho
Cor dos olhos: Castanho
Cor da pele: Branco azulado
Altura: 1.48m
Animais: Nenhum
Comida preferida: Todas
Cor preferida: Beterraba, Berinjela, Laranja, Uva...
Livro preferido: A Arte Culinária dos Trasgos
Matéria preferida: Não tem. Cabulava as aulas para atacar a cozinha.
Hobby: Comer


História

Surda-que-Treme é irmã-gêmea não idêntica da conhecida fantasma Murta-que-Geme.
Aluna de Hogwarts, como a irmã, ganhou o problema de surdez após ouvir tantos lamentos lamuriosos da outra. Assim como Murta, Surda tinha muitos problemas, sofria com sua inferioridade. E para todas as emoções (felicidade, tristeza, tormento...) ela só conhecia uma solução, comida, muita comida, pois sofria de um distúrbio compulsivo alimentar.

Os causos comilescos de Surda foram tão famosos em seu tempo, que se tornou uma atração a parte em Hogwarts. Sua presença “elefântica” era sempre seguida por sussurros e sons de espanto. Suas histórias, assim como o barulho de seus passos a precediam, causando-lhe extrema vergonha e consequentemente agravando a sua compulsão.

Um desses causos inesquecíveis foi seu primeiro dia em Hogwarts. A menina ficou tão maravilhada com a quantidade de comida do Banquete de Abertura, que não satisfeita em acabar com a comida da festa atacou também a despensa do castelo. Suas visitas constantes à cozinha eram indesejadas pelos pequeninos elfos, a ponto de trocarem a senha todos os dias. Nem mesmo as frutinhas da porta agüentavam mais cosquinhas, e fugiam quando a viam se aproximando.

Quando Murta faleceu tristemente pelo ataque do Basilisco, Surda entrou em depressão, não sabia o que fazer da sua vida tão sofrida - sua irmã, apesar de viver lamentando-se era a única que lhe dirigia a palavra sem aquele toque de sarcasmo e zombaria que ouvia todo o dia - Então correu para a cozinha, e atacou as panelas dos fogões, as geladeiras e até o frigorífico. Os elfos, viram nessa a oportunidade de suas vidas para se livrarem da gorda comilona, e a trancaram lá dentro. A menina morreu presa, faminta e congelada, abraçada a um pernil, agora companheiro em sua vida eterna . Ninguém sabe até hoje do que ela morreu primeiro, se de fome ou de frio. Mas com isso ela ganhou seu segundo apelido, se tornando então a “Surda-que-Treme”!

A partir deste dia, ela passou a assombrar o castelo e a tentar se vingar dos elfos que lhe tiraram a única alegria de sua mísera vida: COMER.

“Eu morri há exatos 84 anos, 3 meses, 29 dias, 6 horas,8 minutos e 3 segundos... mas quem está contando?” Sua vida era muito triste, até mesmo como fantasma. Surda mora até hoje dentro do frigorífico do castelo, mas circula pelos corredores do mesmo atormentando a tudo e a todos.

Por ser surda, confunde tudo, e sai contando fofocas mentirosas e descabidas pelo castelo. Sua surdez causa constrangimento e sua tremedeira a torna alvo de chacota, além é claro de sua gordura.
Adora sair pelo castelo surrupiando comida dos alunos e implicando com as pessoas “secas”,como ela chama os magros – qualquer um que pese menos de 130 kg.

Surda é particularmente fã do novo professor de Transfiguração , Ernest Butler, a quem chama de “Butler Butter”, que significa Mordomo Manteiga e carinhosamente Manteiguinha. E nutre um ódio não explicado pela professora Anna Shoronova (ou Anna Chorona), que suspeita-se, seja pela paixão não correspondida da mesma por Butler.
avatar
Arquivista
Admin

Mensagens : 525
Data de inscrição : 30/12/2010

Ver perfil do usuário http://arquivoswp.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum