[Aluno] Marcela Lefreve

Ir em baixo

[Aluno] Marcela Lefreve

Mensagem por Arquivista em Dom Jan 02, 2011 5:18 pm

Marcela Lafreve escreveu:Nome Completo:Marcela Jessica Lafreve
Idade:11 anos
Local de Nascimento:Ponta Grossa-Brasil
Nomes dos Pais:Giuliana F'resse e Jeffrey Januario
Irmãos:uma irmã e um irmão
Cor dos cabelos:Loiros
Cor dos olhos:Azul Cristal
Cor da pele:branca
Altura:1,50
Sangue:mestiço
Animais:uma gata branca chamada Joullie e uma coruja chamada Rydia
Comida preferida:Espaguete
Cor preferida:azul
Livro preferido:Um amor ao sol(livro trouxa)
Matéria preferida:DCAT
Hobby:Brincar com os irmãos menores e fazer novas amizades.
Varinha Mágica:Bétula, 36 centímetros e flexível. Cerne de Pêlo de Lontra envolto em um fio da crina de unicórnio.

Sua história antes de chegar a Hogwarts:

Em uma viagem a Paris Jeffrey Januario conhece uma doce parisiense chamada Giuliana.Depois de 3 meses os dois resolvem se casar,e Giuliana acaba vindo morar com Jeffrey no Brasil.
Um ano depois,no dia 06/04/1998,em um pequeno hospital ,Giuliana dá a luz a uma pequena menina chamada Marcela.
Giuliana nunca contara aJeffrey que ela era uma bruxa pois tinha medo de que ele não a aceitasse;mas sabia que agora que tinham uma filha,ela havia pensado na possibilidade da pequena ser chamada para uma escola de magia,mas acabou sendo que Jeffrey aceitou muito bem.
Marcela cresceu equilibrando a vida social como uma menina trouxa e em casa como uma bruxa.
Depois de 2 anos Giuliana concebeu mais 2 filhos dessa vez gêmeos Crissa e Philip.Os três irmãos cresceram em perfeita harmonia e Marcela sempre cuidando dos dois.
Um dia,Giuliana recebeu um telefonema de sua irmã dizendo que a avó de Marcela havia morrido e que elas precisariam ir urgentemente para o Phoenix(no Arizona) cuidar dos irmãos menores.Giuliana viajou em um domingo,tirou até licença no trabalho;Marcela aceitou bem,pois sabia que os tios ainda eram crianças(a avó era muito namoradeira).
4 meses depois Marcela recebeu a noticia de que sua mãe havia sido presa e levada a Azkaban por ter sido cumplíce dos comensais que iniciaram uma rebelião na cidade e que acabaram matando Isabella,a irmã de Giuliana.
Marcela não conseguia achar o motivo pelo qual sua mãe havia feito isso,era completamente INACREDITÁVEL.Ela sempre tomou sua mãe como uma bruxa exemplo,mas naquele momento Giuliana era tudo o que a menina não queria ser,tudo o que ela achava ruim em uma pessoa.Decidiu então não chorar mais pela mãe,e não ser como ela,e sim,uma excelente bruxa que usa a magia para o bem e não para o mal.
Alguns meses depois,em uma tarde nublada,Marcela tinha acabado de voltar da escola,chegando em casa se deparou com a cena mais terrivel do mundo,havia um homem de capa preta e uma máscara,era bruxo,pois da ponta sua varinha um lampejo verde saiu atingindo o peito de seu irmão menor,que caiu junto a os demaiso pai e a outra irmã já estavam mortos,o homem conjurou uma marca negra na parede e sumiu.Ainda chocada com a cena Marcela pegou o telefone e ligou para uma pessoa,uma pessoa que ela nunca viu na vida,mas que no momento era tudo o que ela tinha:

-A-alô?
-Quem é?
-S-so-sou eu Tio Jorge,a Marcela filha da Giuliana.
-A sim,como está querida?
-Tio acho melhor o senhor vir para cá agora!
-Mas por quê?
-Fizeram uma coisa errada e o papai acabou pagando!

Algumas horas depois,um carro preto parou na frente da casa,havia insufilme então não dava para ver quem estava dentro.Marcela havia trancado a porta e ficado ali na frente sentada no meio-fio.

-O quê ouve?

Sem falar nada Marcela apenas passou a chave para seu tio e voltou a ficar com os olhos vidrados na rua,sem reparar em nada,apenas olhando.Dentro do carro havia uma outra garota,muito bonita por sinal,seus cabelos castanhos caiam sobre a blusa,seus olhos azuis estavam concentrados no rádio do carro procurando uma estação decente.
Marcela tentava imaginar quem a garota era,pois seu pai nunca havia falado que seu irmão tinha uma filha.Sentiu o toque de uma mão grande em seu ombro,e em apenas um segundo já estava chorando no colo do tio.

-Calma querida,vamos cuidar de você!
-Você vai cuidar dela,eu não tenho nada a ver com isso!- disse a menina que estava no carro,agora saindo do mesmo,com uma cara sinica e egôcentrica-eu não mandei a mãe dela fazer coisas erradas
-Meiry!- disse o homem com cara de repreensão-Agora não é hora e nem lugar para isso!
-Mas não teve hora e nem lugar quando minha mãe morreu por causa da burrice da minha tia!
-Eu não tive culpa- disse Marcela saindo do abraço do tio com esforço-minha mãe fez o que fez,mas eu não tive nada a ver,então não venha descarregar a sua raiva pela minha mãe em mim ok!

A garota surpreendida com a resposta,apenas entrou no carro denovo e bateu a porrta com muita força,qualquer um que passase por mais longe que estivesse podia ouvir as reclamações que saiam de dentro do carro.
O tio virou-se para a menina,com uma cara consoladora,e disse:

-Não ligue para ela,está de mal humor!Pegue todas as suas roupas e coisas que levaremos para a nossa casa,os móveis eu providencio a mudança depois.
-Por favor,tirando as minhas coisas....o resto apenas venda!
-Tudo bem.

Marcela colocou todas as coisas que podia levar,tudo resultou em 6 malas médias,seu tio colocou tudo no carro,o serviço funerario já havia sido chamado,e os corpos levados para o necrotério.antes de ir,Marcela foi ao quarto dos pais e colocou tudo o que era deles nas malas restantes.

-Querida você vai levar isso também?
-Não eu vou mandar para a minha outra avó,ela vai gostar de receber isso!
-Tudo bem,quer ajuda?
-Não só...acho que vou demorar um pouco para arrumar tudo.
-Demore o tempo que quiser-disse ele abrindo um sorriso,que logo desaparecera do seu rosto-há uma padaria aqui perto vou pegar algo para comermos.
-Ok.

Ele sai pelo corredor,com passos lentos prestando atenção a cada canto da casa,era esquisito ter um desconhecido como a unica pessoa em quem ela podia confiar,mas,ao mesmo etempo era como se eles se já fossem intímos.
Meia hora depois ela havia arrumado tudo,suas coisas,as coisas dos irmão e dos seus pais.foi dificil pois a medida que ela ia guardando as coisas,mais lembranças eram trazidas a sua mente.
Uma semana depois os móveis já haviam sido vendidos e os da menina levados para a casa do tio,a casa vendida,os corpos enterrados na cidade onde o tio morava,seu tio cuidou de tudo com seu dinheiro e o dinheiro dos móveis e da casa foram depositados em uma poupança para Marcela.
Primeiramente foi muito dificil para ela se adaptar a nova vida,mas com o tempo,ela e a prima foram ficando muito intimas e a relação com seu tio era muito boa,eles eram muito amigos.
-Sonserina!
-Corvinal!
-Sonserina e ponto final!
-Vai esperando vai!

As duas garotas discutiam durante o café mais alegre de suas vidas,naquela manhã haviam recebido a carta convite para Hogwarts.Já estavam ansiosas para ir a Londres e conhecer o mundo mágico de perto.Marcela estava louca para ser selecionada para a Corvinal,já a sua prima,queria porque queria ser selecionada para a Sonserina,as duas,eram muito diferentes,mas na sua diferença encontraram uma grande amizade que iria durar para sempre.
avatar
Arquivista
Admin

Mensagens : 525
Data de inscrição : 30/12/2010

Ver perfil do usuário http://arquivoswp.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum